10.2.10

Paulo Autuori pede demissão no intervalo de jogo e deixa clube no Qatar

       O técnico Paulo Autuori tomou uma atitude inesperada nesta terça-feira: após sua equipe, o Al-Rayyan, levar três gols do Al-Gharafa no primeiro tempo da partida pela Liga do Qatar, o brasileiro pediu demissão ainda no intervalo e não comandou o time na etapa final.

    Treinador do Al-Gharafa, que venceu por 3 a 0 e assumiu a liderança do campeonato, Caio Junior presenciou a situação e viu Autuori confirmar sua demissão na entrevista coletiva após a partida.



   O ex-técnico do Grêmio teria se desentendido com um dirigente no vestiário e se recusou a voltar ao campo. O clube chegou a dizer que Autuori não estava no segundo tempo porque teria passado mal, o que foi desmentido pelo técnico na coletiva. Caio Junior, que como jogador foi treinado por Autuori no futebol português, lamentou o fato do amigo ter deixado o clube logo em um jogo contra sua equipe.

   "- É estranho. O Autuori sempre foi um modelo para mim e acontece isso justo em um jogo contra o meu time" – disse Caio Junior.

   Com o empate entre Al-Sadd e Qatar SC por 1 a 1, o atual bicampeão Al-Gharafa assumiu a primeira colocação com 40 pontos, dois a mais que o Al-Sadd. O Al-Rayyan é o quarto, com 25.

    Autuori já havia treinado o clube na temporada passada, mas deixou o Qatar para assumir o Grêmio. Marcos Paquetá, bicampeão com o Al-Gharafa, foi para o Al-Rayyan. Porém, com a saída de Autuori do Tricolor gaúcho em novembro, Paquetá foi demitido e o Al-Rayyan contratou novamente o seu ex-treinador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua sugestão: